BLOG

8 Dicas para Gerar Conteúdo de Qualidade (ou 9?)

Dicas sobre Sites | 17 de junho de 2011

Citarei algumas dicas para gerar conteúdo de qualidade, por que acredito piamente, que muitas pessoas ligadas a empresas, em cargos de liderança, chefia ou gerência, ainda não tem nenhuma noção de como alimentar um gerenciador de conteúdo de um site, blog, quanto menos mídias sociais.

Quando se tem uma pequena empresa, às vezes até uma média, alguns empresários optam por não contratar um profissional exclusivo, nem que terceirizado, para trabalhar em marketing, muito menos, marketing digital. Outros se recusam até de pagar uma mísera mensalidade para alguém com mais experiência gerir e monitorar suas peças publicitárias, incluindo na Web.

Seguem então algumas dicas úteis, conceitos básicos, para que todos possam passar a entender um pouquinho o que é esse “conteúdo de qualidade” que tanto se fala:

1º Pense nos seus clientes e não em você: Esse tinha que ser o número um. É absurda a quantidade de pessoas que tem tanto orgulho e amor pelo seu negócio, que vivem o moldando para satisfazer suas próprias vontades. Lembre-se, se você quer vender, preocupe-se com quem pode comprar. Escreva conteúdos pensando em ajudar seu cliente a compreender e perceber os benefícios do seu produto ou serviço.

2º Tenha foco, monte uma estratégia: Por menor que seja, procure pensar em como atingir um determinado fim por vários caminhos, depois trace todos os planos de ação que achar viável, interligue-os, para poder oferecer opções aos seus clientes, mas nunca tire os olhos do seu objetivo.

3º Inspire-se no trabalho de outros, mas não caia no erro do plágio: É muito comum encontrar-mos uma matéria, um artigo, um slide ou até ou infográfico e pensarmos: ”Puxa, esse trabalho combina perfeitamente com meu trabalho”. E nada impede que você entre em contato com seus autores e solicite a permissão de usar esse trabalho, desde que você referencie as fontes como manda a lei da boa vizinhança, aliás, esse é um ato lindo, de humildade, ética e profissionalismo. Mas não faça como muitos babacas que simplesmente dão um “ctrl c” em trabalhos de outros e depois simplesmente escrevem: Olhem o que eu fiz!

4º Procure oferecer uma boa experiência: Seja um vídeo, uma promoção ou simples artigo, esmere-se, busque dar o seu melhor. Pense em construir algo que realmente vá ajudar o seu prospect a realizar ou a entender algo sem a sua presença. É provado que a lei da oferta gratuita traz o benefício da referência e da reverência. Obtenha uma boa fama entre seus clientes.

5º Inove, renove, crie: Mesmo colhendo referências e influências por aí, tire seu cérebro da rotina um pouco e se dê um tempo para pensar e ter idéias. Misture as coisas, faça experimentos, tente chegar a um denominador comum que una um pouquinho de teoria, que leve a solução de algum problema, com entretenimento ou uma pitada de bom humor, fazendo da experiência algo agradável.

6º Empatia: Ao final da produção pense: “Se eu recebesse esse presente, a algum tempo atrás, como isso me ajudaria? Volte a pensar no cliente, volte a pensar no foco, no objetivo. Isso é prático? Ajuda de alguma forma? Tende a ser útil? Esclarece alguma dúvida? Guia por algum caminho? Entre tantos outros questionamentos que você pode se fazer, mas coloque-se no lugar de quem receberá esse

7º Não tente resolver tudo em uma única vez: Outro mau costume, que leva muitas pessoas a desistir de começar, é o fato de não encontrarem um meio de oferecer uma solução completa. Pense que cada vez que alguém busca por “uma solução”, essa pessoa deve ter “um problema”. Não podemos agradar a todos nem resolver tudo de uma só vez, então, foque-se em um objetivo, seja claro e argumente apenas sobre este. Deixe os demais para uma próxima ocasião, você sempre precisará produzir mais.

8º Foco no objetivo: Produzindo algo útil e atrativo para o público alvo da sua criação, você despertará interesses. Portanto, sempre, sempre se coloque a disposição para esclarecer quaisquer dúvidas ou oferecer auxílio aos que, ao se depararem com seu conteúdo, sentirem nascer uma nova necessidade ou uma nova demanda de informações.

Então amigos, essas são algumas dicas para vocês, que sabem o que fazer, mas estão se questionando sobre o excesso ou a falta de materiais em sua criação.

Não espere mais, comece a produzir já o seu conteúdo de qualidade.

Ah, uma última dica: (deve ser a nº 9). Sempre ofereça meios de compartilhamento, e inclusive, peça para que as pessoas que se sentirem atendidas por seu trabalho que compartilhem com sua rede e ajudem a divulgar seu trabalho. Somente pessoas ruins não retribuem com um pequeno gesto se receberam algo gratuito (chantagem emocional deslavada, mas essa é segredo tá?!).

Aliás, se você gostou dessa matéria, dá uma forcinha aí vai?! Compartilhe esse texto com seus amigos: No Twitter, no Facebook, no linkedin, no Orkut, na padaria da esquina, no estádio do seu time, na lavanderia, onde for não importa. Seremos gratos e estaremos aqui a sua espera!

Não seja uma pessoa ruim! =)

Não se esqueçam de deixar seu comentário abaixo, ok?!