BLOG

O que é preciso para criar um site?

Dicas sobre Sites | 28 de agosto de 2017

A primeira coisa, a saber, amigo empreendedor é qual a finalidade que você pensa em dar a este site?

Qual o objetivo a atingir? Não em números, mas em atividades reais; Você quer vender pela Internet? Você quer apenas divulgar seu negócio? Está em busca de clientes que solicitem orçamentos? Quer compartilhar seu conhecimento, para educar futuros clientes sobre o uso de produtos complexos ou que demandem entendimento específico?

"O que você quer fazer?"

Você não precisa montar um plano de negócios, ou agendar uma série de reuniões para definir isso, ok?! Faça apenas um autoquestionamento se desejar.

Em busca de bons profissionais

Tendo em mente isto, aposte em suas convicções com relação ao seu negócio. Não faça nada que esteja abaixo do padrão já estabelecido em seu empreendimento. Lembrem-se, clientes sempre querem mais de nós.

Se sua empresa possui um Know-how reconhecido em sua atividade, é mais que normal que os clientes esperem que seus passos sejam sempre progressivos, ou seja, que a cada publicidade, promoção ou inovação, você apresente elementos que agreguem ainda mais valor a sua marca. Com seu site, não pode ser diferente, por isto, nada de sobrinhos ou soluções gratuitas. A questão em jogo não é o preço, é o “valor”!

O valor de um site profissional

Com o auxílio de bons profissionais, você poderá montar uma estratégia adequada, para iniciar atividades que aumentem a percepção de valor dos seus produtos e serviços, para seus clientes. Isto precisa ser feito de acordo com suas possibilidades, financeiras e estruturais. Você não precisa partir de saída para um projeto gigantesco e mirabolante. Tenha calma!

Um bom profissional pode ajudá-lo a compreender, que este imenso ambiente chamado internet, tem o poder de alimentar expectativas, que uma vez sugeridas, precisam ser honradas. Portanto, enumere suas prioridades e de um passo de cada vez.

Iniciando o projeto do seu site

Você pode iniciar com um conjunto de páginas institucionais, que apresentem sua empresa e expliquem o que é o seu negócio e como seus clientes podem se beneficiar dele. Depois, pense em uma ou duas possibilidades de interação. Sempre muito objetivas, intuitivas e fáceis de serem executadas por qualquer pessoa; Com poucos cliques e nada de longos formulários.

Priorize a comunicação explícita, ou seja, especifique, explique, desenhe se necessário, cada questão que você espera que seu cliente compreenda. Não superestime o entendimento das pessoas, pelo simples fato de que, não sabemos em qual momento do dia daquela pessoa, que ela fará a leitura. Ela pode estar ocupada ou com desvios de atenção etc. Uma linguagem clara e objetiva ajudará seu cérebro a arquivar o máximo de informações.

Por enquanto é isto, tenha em mente que toda grande caminhada se inicia com o primeiro passo!

Sucesso! Continue acompanhando o Blog da Six.

Quer receber novidades sobre nossas postagens? Assine nosso feed, siga a @sixinterfaces no Twitter e curta a página da Six no Facebook!

Ajude-nos a fazer desta ambiente, uma grande comunidade de empreendedores formadores de opinião!