BLOG

Conteúdo de Qualidade e o uso de Palavras-Chave

Marketing Digital | 11 de junho de 2012

Construir um conteúdo de qualidade não significa apenas enriquecê-lo com conhecimentos nobres. Passa também pela qualidade técnica que ele precisa ter, para lhe trazer resultados.

O que inicialmente pode parecer complicado, como tudo, com o tempo, se torna tão óbvio quanto prático. Para ter em seu site, filial de sua empresa, o que pode ser considerado um bom conteúdo, faz-se necessário a atenção para algumas tarefas básicas, rotina, para quem já possui um site profissional.

Supondo que, você tem um produto para lançar no seu site, como você deve proceder?

Palavras-chave no título

No título do produto, que será o título da página, evite o uso de palavras ou termos genéricos, seja o mais específico possível quanto às palavras-chave que definem o produto em questão:

Ex: Tênis xxxx (Nome da marca), xxxx (Modelo).

Capriche na descrição do mesmo também. Lembre-se, nada de copiar textos de outros sitespara descrever seu produto, e você sabe por quê?

Graças a esta preguiçosa ação, de copiar textos descritivos de outros sites, a maioria dos e-commerces (lojas virtuais) publicados são simplesmente ignorados pelo Google. Por um motivo óbvio: O Google reconhece o autor original do texto e cita-o como referência para as pesquisas. Material duplicado não só é punido pelo Google, com rankeamento ruim, como se analisarmos também pelo lado óbvio: No que ele pode somar para o usuário, se outros, já disseram o mesmo para ele?

Por mais que algo lhe pareça simples demais, óbvio ou até mesmo entediante, saiba que a descrição de um produto em uma página do seu site profissional é a sua argumentação de venda. Você mesmo deve se questionar: Por que o cliente deve comprar este produto de mim e não do meu concorrente?

Entretanto, precisamos lembrar também que, quanto mais específica é a pesquisa de um usuário no Google sobre um produto, maior é o índice de fechamento de compra. Ou seja, quanto mais qualificada a busca, maior o interesse de compra. Por isso, repito: Otimize seus títulos e qualifique a descrição de seus produtos.



Cuidados com o Regionalismo

Gírias ou expressões características de uma determinada região, quando utilizadas em conteúdos publicados em um site podem ser a porta que se fecha, para uma amplitude maior de acessos, simplesmente por que o Google ao ler o seu site entenderá que uma forma de escrever só será relevante, para alguém que pesquisar especificamente por aquilo, que com certeza, só correrá o risco de acontecer nesta região.

Mesmo que seu material seja inédito e maravilhoso, um cliente do sul do Brasil, dificilmente irá se sentir confortável ou atraído, por um texto recheado de expressões nordestinas. Não por preconceito, mas por afinidade. É fácil para este usuário perceber, que este conteúdo não foi escrito para ele. Por consequência a taxa de rejeição (Google Analytics) destas páginas aumentará.

Mas também acontece o inverso. Não dizem que, enquanto alguns choram outros vendem lenços? Então, se você está trabalhando com algum produto específico de sua região, para comercializar ou distribuir para o todo o país, pode ser que algumas expressões aumentem o interesse e até mesmo o entendimento ou percepção da originalidade deste item. O que pode ser considerado também, como um atalho cognitivo.

Continue acompanhando o Blog da Six, para manter-se por dentro do que acontece aqui basta seguir o TT @sixinterfaces ou @adrianofoss (na dúvida, siga os dois).

Este artigo faz parte de uma pequena série de 3 postagens sobre palavras chave, acompanhe as demais:

1 - Palavras-Chave, Entendendo as Pesquisas no Google

3 - O uso técnico das Palavras-Chave