Com a constante transformação do mercado e das formas de consumo, as empresas tiveram que criar novos meios de conquistar a atenção dos seus clientes. É nesse cenário que o Inbound Marketing surge como solução prática e muito eficiente.

No post de hoje, descubra como o Inbound Marketing pode contribuir para o crescimento da sua marca. Boa leitura!

O que é Inbound Marketing?

Também conhecido como Marketing de Atração, o Inbound tem como principal objetivo conquistar o interesse do seu público-alvo para a sua marca, em vez de interrompê-lo com ações de divulgação convencionais. A ideia é produzir conteúdo relevante e adequado aos seus potenciais clientes, a fim de conduzi-los em sua jornada de compra.

Por exemplo, uma empresa especializada em venda de pacotes de viagens começa a criar um conteúdo rico sobre o assunto em seu blog. Dessa maneira, ela desperta o interesse e a confiança de um determinado grupo, que está em busca desse tipo de serviço.

Quais são suas principais ferramentas?

O Inbound Marketing costuma ser dividido em 4 etapas: atrair, converter, vender e encantar. Assim, os consumidores são conduzidos, de maneira eficaz, por cada uma delas.

Os seus principais pilares são SEO (em inglês, Search Engine Optimization), Marketing de Conteúdo e estratégias nas redes sociais. Cada uma deles desempenha uma função específica e, em conjunto, são capazes de transformar um determinado público em consumidores engajados e fiéis.

Para tanto, é importante ter em mente que um bom site é fundamental para atrair os seus leads e convertê-los em clientes, principalmente se você estiver lidando com SEO.

Como ele se diferencia do Outbound Marketing?

O Inbound Marketing surge com a Internet, sobretudo a partir do momento em que o usuário se empodera devido ao fácil acesso à informação.

A partir daí, entendeu-se que o marketing tradicional, também conhecido como Outbound, já não funciona tão bem. Enquanto o Inbound preza por preparar e educar o consumidor pouco a pouco, o Outbound visa a comunicação direta. São exemplos disso um anúncio na página de jornais ou revistas, propaganda televisiva ou, até mesmo, um banner que pula na janela do seu navegador.

Além do mais, no Inbound, você tem a mensuração precisa dos resultados da sua campanha, podendo saber quanto custou a aquisição de cada cliente, o chamado Custo Por Aquisição (CPA). No Outbound, tal possibilidade não existe, já que não há como acompanhar, em tempo real, o desdobramento da sua ação.

Se o seu produto for realmente muito bom e diferenciado, pode ser que obtenha bons resultados com propagandas massivas no Outbound. Mas lembre-se de que o custo também será alto.

No Inbound, você gasta menos e obtém resultados mais compatíveis com a realidade da sua empresa. E, se tiver recursos para uma ação mais abrangente, nada impede que você invista alto no Inbound e alcance resultados igualmente expressivos. 

Como funciona o funil de vendas e a jornada de compra no Inbound Marketing?

Se a principal diferença do Inbound para Outbound é justamente a abordagem mais sutil e convidativa, então, é de se esperar que o funil de vendas e a jornada de compra aconteça de forma mais lenta e suave.

Hoje, boa parte do processo de vendas já está resolvido antes de o consumidor chegar até a sua loja virtual. Isso se deve ao fato de as pessoas preferirem pesquisar antecipadamente e por conta própria, a fim de saber se vale a pena efetuar a compra ou não. Por isso, a sua estratégia de Inbound Marketing passa por 3 fases. Confira!

  • Conscientização (topo do funil): primeiro, o usuário precisa descobrir que sua empresa existe. No entanto, essa ainda não é a hora de falar diretamente sobre o seu produto. Tenha como foco a dor da pessoa e a ajude a resolver seu problema.
  • Consideração (meio do funil): depois que o consumidor estiver mais consciente, mostre como o seu produto e/ou serviço pode ser útil.
  • Decisão (fundo do funil): por fim, o usuário já é um lead qualificado pronto para se tornar um cliente. Logo, ofereça o que tem de melhor e saiba como conduzi-lo à compra.

Alguns especialistas subdividem os 3 processos mencionados acima em um número maior de etapas. Contudo, independentemente disso, o fato é que, no Inbound, os resultados não aparecem de forma tão instantânea como no Outbound. E, é claro, quando o Outbound realmente dá certo. 

Como aplicá-lo na sua empresa?

Para aplicar o Inbound Marketing em seu negócio, é preciso entender a centralidade do conteúdo na Internet nos dias atuais. Também será necessário contar com um site atrativo e responsivo e um blog bem trabalhado. A oferta de informações relevantes vai agregar valor à vida das pessoas e, aos poucos, vai ajudá-las s seguir adiante na jornada de compra.

Também é importante desenvolver estratégias de SEO para colocar o seu site no topo dos resultados do Google e demais sites de pesquisa. A nutrição do relacionamento com seus leads e clientes, por meio de uma newsletter e/ou uma estratégia eficiente de e-mail marketing, são indispensáveis. 

Não se esqueça de que conteúdo não é só post em blog, mas tudo aquilo que você publica na internet como e-books, vídeo tutoriais, infográficos, etc.

Quais benefícios essa estratégia pode oferecer?

O Inbound Marketing é essencial para construir um relacionamento saudável e duradouro com os seus clientes. Isso porque, ao consumirem o seu conteúdo, eles se sentem mais confiantes em relação à sua marca e aceitam sua aproximação com mais facilidade.

Pesquisas apontam que o Inbound é, em média, 62% mais barato do que o marketing convencional, gerando um retorno de investimento (ROI) de, aproximadamente, 200%. Além disso, ao desenvolvê-lo, você consegue mensurar os resultados de uma forma mais efetiva. 

Outros benefícios a serem destacados são o aumento do reconhecimento de marca, do engajamento dos consumidores e da geração de leads qualificados.

Como deu para perceber, o Inbound Marketing é uma tendência de sucesso e pode gerar resultados realmente surpreendentes. E você? O que está esperando para apostar nele?

Gostou deste post sobre Inbound Marketing? Aproveite e compartilhe o conteúdo com seus colegas nas suas redes sociais!

Quem já comentou sobre isso: