E-commerce
Compartilhe

Como está seu negócio? Ele já possui um e-commerce? Se sim, parabéns!

E se o seu negócio ainda não tem um e-commerce saiba que está perdendo muitos clientes, porque hoje em dia, mais de 56% das compras domésticas são feitas pela Internet e isso não é possível sem um e-commerce.

Isso é interessante para você? Provavelmente a grande maioria das pequenas e grandes empresas que você conhece têm um e-commerce, só para teres uma noção da importância disso.

E se você quiser começar um e-commerce, uma vez que é impossível sustentar um negócio sem um, você saberia o que é necessário para iniciar do jeito certo?

Neste artigo, os especialistas da Six Interfaces te ensinam os primeiros passos. Confira:

 

Passo 1: DESENVOLVA UM CONCEITO

 

Você certamente não será o único site que oferece produtos on-line. Pergunte a si mesmo por que seus clientes comprariam seus produtos em seu site específico:

– É mais visível que seus concorrentes?

Oferece produtos de melhor qualidade ou difíceis de encontrar em outros lugares?

Oferece preços atrativos?

É seguro e permite o envio rápido de compras?

Você também pode se diferenciar por sua política de comunicação nas redes sociais ou por promover seus produtos por diferentes mídias.

O principal é oferecer a seus clientes um conceito original, novo e poderoso para se destacar da concorrência! Para apoiá-lo efetivamente no estudo do seu projeto, a Six Interfaces tem especialistas prontos para atendê-lo.

 

Passo 2: REALIZE PESQUISA DE MERCADO

 

Para validar seu conceito, é essencial contar com um estudo de mercado completo. A melhor ideia do mundo só é viável se houver demanda.

Os e-commerces têm a sorte de ter uma área de captação nacional ou até internacional, diferentemente das lojas físicas.

Mas seria muito simplista pensar que seu e-commerce poderia alcançar todo o mercado da web.

De fato, da mesma maneira que uma empresa é visível apenas para as pessoas que passam, um site é visível apenas para usuários que realizam uma pesquisa no Google onde você aparece nos resultados da pesquisa.

É por isso que sua pesquisa de mercado deve se concentrar em dois aspectos. O primeiro é um estudo macroeconômico do seu ambiente. Conheça seus concorrentes, fornecedores e o mercado global de sites de comércio eletrônico.

O segundo é o estudo de campo. Ao contrário de uma criação clássica, aqui o campo é a web. Você deve procurar entender os hábitos e necessidades de consumo de seus clientes em potencial.

Isso permitirá que você adapte sua oferta de serviços às expectativas em termos de cuidado e bem-estar. As informações a serem coletadas como parte do seu questionário são as seguintes:

– Perfil do cliente (idade, atividade profissional);

Hábitos de consumo (horas, orçamento, necessidades, apoios, etc.);

Seu nível de satisfação.

 

Passo 3: ESCOLHA SEU NOME DE DOMÍNIO E CRIE SEU E-COMMERCE

 

Para um e-commerce, a escolha do nome do domínio é equivalente ao nome da sua loja.

Você tem que escolher algo contundente e fácil de lembrar. Atenção, na internet muitos nomes de domínio já foram usados, não hesite em ser original na escrita e no formato do seu nome.

Depois de escolher o domínio, você precisará de uma hospedagem. Uma boa hospedagem é crucial, pois garante o bom desempenho do seu e-commerce e a confiabilidade do uso.

Agora  que você tem o domínio e a hospedagem deve desenvolver seu e-commerce (ou deixar nossos especialistas te ajudarem com isso).

Lembre-se, um e-commerce profissional é necessário para que seu negócio possa seguir em frente.

 

Passo 4: ESCREVA SEU PLANO DE NEGÓCIOS

 

Este documento permitirá que você formalize seu projeto e tenha uma projeção financeira sobre seu potencial.

Será essencial se você quiser fazer um empréstimo com o seu banco para convencê-lo a apoiá-lo nesta aventura.

Para um e-commerce, é crucial apresentar toda a estratégia de comunicação para tranquilizar seus investidores sobre sua capacidade de se destacar da concorrência. Ao executar o  plano de negócios, você precisará abordar vários pontos cruciais.

Lembre-se, você precisa convencer seus investidores a confiar em você. Demonstre através desta redação o seu caminho para executar esse conceito até o fim e, em seguida, gerencie seu desenvolvimento e de que maneira você planeja fazê-lo.

 

Observação:

Agora que você escolheu seu nome, comprou a hospedagem e fez o planejamento chegou a hora de começar. É só escolher o modelo de seu e-commerce e seguir em frente.

 

As diferentes formas de comércio eletrônico

 

O mundo do comércio eletrônico é muito grande e inclui vários modelos distintos. É possível fazer duas classificações:

– Uma classificação global baseada no modelo de negócios (quem vende e quem compra);

Outro baseado no modelo de negócios.

Para isso, é importante verificar o perfil comercial, pois cada empresa é direcionada para um tipo específico de cliente. Isso nos permite distinguir os seguintes tipos de comércio eletrônico:

– B2B (Business-to-Business): empresas cujos clientes finais são outras empresas ou outras organizações. Por exemplo, uma loja de equipamentos de construção que atende a arquitetos ou decoradores de interiores.

– B2C (Business-to-Consumer): empresas que vendem produtos ou serviços diretamente aos consumidores finais. É a forma mais comum e existem vários exemplos nos campos da moda, eletrônica, etc.

– C2B (Consumer-to-Business): portais nos quais os consumidores oferecem um produto ou serviço que as empresas podem adquirir. Estes são portais clássicos de trabalho freelancer, como 99freelas, GetNinjas etc.

– C2C (Consumer-to-Consumer): empresas que facilitam a venda de produtos entre consumidores. Os exemplos mais reveladores são o Mercado Livre, ebay ou qualquer portal para a venda de itens em segunda mão entre indivíduos.

Essas formas de comércio eletrônico são as mais comuns. Existem também outros tipos, como  G2C (governo  para consumidor),  C2G  (consumidor para governo) ou  B2E  (empresa para empregador).

Como podemos ver, o comércio eletrônico reúne realidades que vão além de uma simples compra em loja.

E aí, qual é o seu modelo de negócio? Você sabe como chegar ao seu público-alvo de forma fácil sem perder muito tempo e recursos? Conheça os serviços de Marketing Digital da Six Interfaces.

Quem já comentou sobre isso:
Compartilhe