18-02
Compartilhe

Hoje em dia um negócio que não trabalha com a estratégia de funil de vendas deixa muitas oportunidades passarem.

Topo, meio e fundo do funil, também conhecidos como ToFu, Mofu e BoFu, esses são os chamados “estágios ou etapas do funil”.

Em cada um deles são necessárias abordagens e gatilhos específicos. Mas calma, logo você entenderá o motivo de ressaltarmos isso logo de cara.

Um funil representa as etapas que o visitante deve passar até se tornar um cliente ou, basicamente, transformar visitantes em contatos e contatos em clientes.

Quando seguido, o funil auxilia a formar clientes fiéis que ainda poderão ser propagadores da sua marca, produtos ou serviços.

Podemos chamar de benefício principal do funil, a oportunidade de gerenciar cada uma das etapas desse processo. Apenas isso já mostra o quão importante é trabalhar com o funil de vendas no seu negócio.

Hoje em dia o funil está presente em diferentes modelos de abordagens, como por exemplo na jornada de compras, a qual usa elementos do funil de vendas estando estreitamente ligados.

E se você está aqui é porque, provavelmente, já deve saber o que é um funil de vendas e deve, até mesmo tê-lo implementado na sua empresa. O que não pode acontecer é não estar tendo os resultados esperados com ele.

 

Esclarecendo sobre a jornada de compras e o funil de vendas

 

Ambas se confundem, pois no funil de vendas são usados elementos similares aos usados na jornada de compras. Por isso, antes de prosseguir, é importante deixar claro aqui que, apesar de serem bem parecidos, cada um é voltado para um determinado objetivo.

Primeiramente, a jornada de compras é o processo pelo qual o seu cliente passa a partir do momento em que ele se depara com o seu conteúdo até o fechamento da venda.

Nessa jornada você faz com que o potencial cliente passe por etapas de aprendizado e descoberta, reconhecimento do problema, consideração da solução e, por fim, decidindo-se pela compra de uma solução da sua empresa.

Enquanto isso, o funil de vendas trata do cliente desde o primeiro contato que ele tem com a empresa até a conversão dele.

Quando foi desenvolvido, em 1898, pelo publicitário norte-americano Elias St. Elmo Lewis, o seu objetivo era fazer o mapeamento do trajeto do cliente num processo de vendas específico.

 

Como potencializar o funil de vendas do seu negócio?

 

Para conseguir resultados expressivos com o funil de vendas, é importante cuidar bem de cada etapa e não apenas focar de forma isolada em uma. Do contrário, não terá a conversão necessária.

A seguir, reunimos algumas recomendações importantes para melhorar os resultados do seu funil de vendas.

 

Atente-se a todos os estágios do funil

 

Um dos maiores erros cometidos por quem faz uso do funil é exatamente esse. Alguns costumam dar maior atenção apenas ao estágio inicial e depois não sabem como agir no meio e fundo do funil.

No entanto, isso é, até certo ponto compreensível, já que um dos grandes desafios para as empresas hoje é atrair visitantes para os seus canais, seja para realizar funil de inbound marketing, funil de vendas, CRM, etc.

Mas o que acontece aqui é que essa pessoa consegue atrair o visitante, mas depois não sabe quais gatilhos, estratégias e técnicas usar para levá-lo até o próximo estágio: reconhecimento do problema.

Logo, de nada adiantará fazer um excelente trabalho no primeiro estágio e chegar ao segundo e terceiro com pouca dedicação.

Haverá muitos contatos, mas não será possível convertê-los nem em leads, nem em oportunidades e muito menos em clientes. Portanto, é fundamental estar atento a todos os estágios.

 

Criando diferentes funis de venda

 

Um modo de ser mais assertivo com suas campanhas e estratégias é criando diferentes funis, segundo o perfil dos seus clientes. Para isso você deve pesquisar o público-alvo e definir mais de uma persona.

Outra coisa que pode e deve ser feita aqui é definir um tempo limite para avançar para a próxima etapa. Assim o seu potencial cliente tem tempo para “respirar” enquanto passa pelos diferentes estágios e você tem tempo para elaborar e aplicar estratégias mais assertivas.

 

Usando o funil de inbound marketing para potencializar seus resultados

 

O funil de inbound marketing é uma das melhores estratégias hoje para as empresas que querem trabalhar com funil.

Ao contrário da tradicional publicidade, com bombardeio de anúncios que, além de tudo, ainda não possuem uma segmentação (são generalizados, logo, não tem direcionamento para um público específico), o inbound atrai os consumidores qualificados até você, ou seja, ele faz com que as pessoas certas cheguem até sua empresa e decidam-se pela compra.

As estratégias de funil de inbound marketing sempre serão fundamentadas em cinco etapas: atração, conversão, relacionamento, venda e o monitoramento.

O melhor de tudo aqui é que essa estratégia atrai para o seu negócio um consumidor qualificado, ou seja, alguém que se encaixa no perfil do seu público-alvo.

Não se esqueça também de que há outros elementos fundamentais que te ajudam a potencializar seus resultados, tais como o funil de CRM o qual é essencial para medir e potencializar os resultados do seu time de vendas.

 

Mãos à obra!

 

A conversão é algo realmente fantástico, sem sombra de dúvidas, e é o que todas as empresas e negócios desejam. No entanto, ela não é o fim, mas apenas o começo.

É muito importante que a sua empresa tenha uma boa estratégia de pós-venda, pois, se feita de forma eficiente, pode fazer com que aquele cliente faça uma nova compra futuramente.

Você não pode esquecer também de que é necessário ter de forma específica: planejamento, objetivos e metas.

Tudo é um desafio e haverá um certo trabalho a ser feito, mas os resultados que serão alcançados ao se empenhar, e da mesma forma ao estimular sua equipe de vendas a fazer o mesmo, serão compensadores.

Quem já comentou sobre isso:
Compartilhe